Sobre o FICINE

O que é o FICINE?

O Fórum Itinerante de Cinema Negro (FICINE) é um espaço de formação e reflexão sobre a produção mundial de cinema, fotografia e audiovisual que tem pessoas negras como realizadoras e as culturas e as experiências negras como tema principal. Composto por mulheres negras interessadas na produção, crítica, formação acadêmica e qualificação de público para o debate acerca de tais cinematografias, tentando compreendê-las em seus sentidos fílmicos mais completos e não apenas como meras ilustrações ou alegorias sobre as histórias e as culturas negras, africanas e diaspóricas, no mundo.

 Sejam bem-vindes!


Quem somos

Janaína Damasceno

@djanaina74

Janaina Damaceno Gomes é Professora Adjunta na Faculdade de Educação da Baixada Fluminense da Uerj, em Duque de Caxias e uma das fundadoras do FICINE – Fórum Itinerante de Cinema Negro. É doutora em Antropologia pela USP, onde foi orientada pelo professor Kabengele Munanga. Hoje, Janaina coordena o grupo de pesquisas Afrovisualidades: estéticas e políticas da Imagem Negra onde se dedica a pesquisar a história visual do negro na África e na diáspora negra.

Janaína Oliveira

@jana_oliveira

Pesquisadora e curadora, Janaína Oliveira é doutora em História, professora no IFRJ (Instituto Federal do Rio de Janeiro), e foi Fulbright Scholar no Centro de Estudos Africanos na Universidade de Howard, em Washington D.C., nos EUA. Desde 2009, desenvolve pesquisa sobre as cinemastografias negras e africanas, atuando como consultora, júri e painelista em diversos festivais e mostras de cinema no Brasil e no exterior. Faz parte da APAN (Associação dos Profissionais do Audiovisual Negro). Idealizou o FICINE junto com Janaína Damaceno e foi a programadora do Flaherty Film Seminar (Nova York) em Julho de 2021.

Kênia Freitas

@kenialice

Kênia Freitas é crítica e curadora de cinema, com pesquisa sobre Afrofuturismo e o Cinema Negro. Fez estágios de pós-doutorado (CAPES/PNPD) no programa de pós-graduação em Comunicação na UCB (2015-2018) e no programa de pós-graduação em Comunicação da Unesp (2018-2020). Doutora pela Escola da Comunicação da UFRJ na linha Tecnologias da Comunicação e Estéticas (2015). Mestre em Comunicação formado pelo Programa de Pós-Graduação em Multimeios da Unicamp (2010). Graduação em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Departamento de Comunicação Social da Ufes (2007). Realizou a curadoria das mostras “Afrofuturismo: cinema e música em uma diáspora intergaláctica”, “A Magia da Mulher Negra” e “Diretoras Negras no Cinema brasileiro”. Escreve críticas para o site Multiplot!. Ministra cursos e oficinas sobre cinema negro, afrofuturismo e fabulações.

Tatiana Carvalho Costa

@tatianacarvalhocosta

Tatiana Carvalho Costa. Professora, pesquisadora nas áreas de Comunicação e Cinema. Doutoranda em Comunicação Social pela UFMG. Professora no Centro Universitário UNA, em Belo Horizonte, onde coordena o projeto de extensão universitária PRETANÇA – Afro-brasilidades e Direitos Humanos. Na UFMG, integra os grupos de estudos/pesquisa CORAGEMComunicação, Raça e Gênero – e Poéticas da Experiência, além de ser colaboradora do NUH – Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania LGBT. Participa do movimento segundaPRETA e é colabora em cineclubes, festivais e coletivos de cinema.  Atua como consultora de roteiros de filmes e outros produtos audiovisuais. Integra, desde 2018, a equipe de curadoria da Mostra de Cinema de Tiradentes. É co-autora nos livros “Olhares Contemporâneos” (2011), “Mulheres Comunicam: Mediações, Sociedade e Feminismos” (2016), entre outros.


Equipe

Clébson Francisco atua entre as artes visuais, o cinema, a literatura e a produção cultural, como artista, montador, escritor, educador, pesquisador, curador independente e produtor cultural. No seu trabalho se relaciona com questões como arquivo, memória, território, tempo, fragmentação, montagem, anticolonialidade, imagem, escrita, conhecimentos não capturados e ficções visuais. Trabalhando com filmes, técnicas mistas, instalações, vídeos, objetos, costuras, bandeiras e apropriação de material de arquivos históricos. 
Contato: site / contato@clebson.com

Thaís Viera graduanda do curso de Comunicação – Produção Cultural pela FACOM – Universidade Federal da Bahia, técnica em Produção de Áudio e Vídeo pela ETEC Jornalista Roberto Marinho. Atuei como direção/ roteiro/produção e edição no documentário “Netas de Dandara” e no curta “Liberdade Ancestral”. Participação na Assessoria de Comunicação do FICINE.


Colaboradores

Bernardo Oliveira

Clementino Júnior

Cristina Ferreira

Edileuza Penha

Emi Koide

Evelyn Sacramento

Januário Garcia

José Abílio Perez

Larissa Andrade

Lívia Maria Natália de Souza

Mohamed Bamba

Osmundo Pinho

Paulo Ricardo G. de Almeida

Renato Cândido


Parceiros FICINE