Fórum Itinerante de Cinema Negro

Artigos

Programas dos Cursos Oferecidos

1. Panorama do Cinema Negro

Profa. Dra. Janaína Oliveira

Há quem compreenda que o Cinema Negro é uma questão diaspórica, surgida a partir das realizações cinematográficas fora de África, marcadas por olhares e temas afroperspectivados, isto é, por questões de identidade, de herança e pertencimento à negritude.  Nós do FICINE, contudo, colocamos no horizonte também o continente africano como ambiente gerador de cinematografias negras. De modo que a oficina “Panorama do Cinema Negro” tem como objetivo a possibilidade de pensarmos sobre um Cinema Negro, ou Cinemas Negros, em África e na diáspora.

Conhecer as imagens produzidas por cineastas negros(as) é também um meio de descolonizar o pensamento sobre o cinema e ampliar o repertório de representação sobre o negro, a partir de um discurso produzido pelo próprio negro e não apenas por discursos sobre ele.  A proposta é realizar uma introdução da temática e das questões envolvidas no debate sobre cinema negro na atualidade, através de análise de a filmes, considerando seus contextos de realização e também a receptividade dessas produções negras diaspóricas no continente africano.

Carga horária: 8 horas (dois encontros de 4h divididos em apresentação das questões relativas ao cinema negro, intervalo, exibição de filmes, debate).

Público-alvo: Cineastas, produtores, professores, jornalistas, pesquisadores  e público interessado.

Janaína Oliveira  é doutora em História pela PUC-Rio e professora desta disciplina no IFRJ – Campus São Gonçalo, onde coordena o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros (NEAB). Realiza pesquisas centradas na reflexão sobre Cinema Negro, no Brasil e na diáspora, e sobre as cinematografias africanas, sempre buscando conexões que possam incidir na área das relações étnico-raciais. Coordena também o FICINE, Fórum Itinerante de Cinema Negro.


2. “Mais de Nós”: o negro e a fotografia

Profa. Dra. Janaína Damaceno

A intenção do curso “Mais de Nós: O Negro e a Fotografia” é apresentar um panorama da produção fotográfica de pessoas negras em países africanos e na afro-diáspora. O curso é estruturado para debater o modo estereotipado pelo qual, por vezes, o negro foi (é) retratado através da fotografia e como ele mesmo se apossou criativamente deste instrumento para reinscrever seu corpo e seu olhar na história de um modo mais humanizante e emancipatório.

Encontro 1: Quando éramos (somos) apenas o desejo de um Outro. Imagens etnográficas e coloniais.

Encontro 2: Reivindicando a posse. Fotógrafos negros e os movimentos pelos direitos…civis, humanos, pela libertação, contra o apartheid…

Encontro 3: Pelo direito ao corpo e o mundo urbano. #o cosmopolitismo sempre esteve lá.

Encontro 4: De Seydou Keita à Rihanna: no mundo dos “selfies” e dos retratos, como celebridades e anônimos celebram suas imagens.

Público-Alvo: Professores, estudantes, profissionais da imagem e demais interessados.

Carga horária: Opção 1: 12h (4 encontros de 3 horas cada)/  Opção 2: 8h (2 encontros de 4h cada)

Janaína Damaceno é fotógrafa, produtora audiovisual, Mestre em Educação (Unicamp) e Doutora em Antropologia (USP). Atualmente realiza o Pós-doutoramento em Sociologia na Universidade Federal de São Carlos onde pesquisa as relações entre a cultura audiovisual, o associativismo negro e a história das Ciências Sociais no Brasil e nos Estados Unidos.  Além disso, está preparando a exposição fotográfica “Mais de Mim”.

* Fotografia Janaína Damaceno. (Da série “Faso Park”, Ouagadougou, Burkina Faso, 2014).

Destaques

Espaço homenagem

Ficine Educação

Ficine Docs